fbpx

Madeira de Pinus – O que é e para que serve

Popularmente conhecida como madeira de Pinus, esta madeira tem sua popularidade justificada pela alta flexibilidade em atender aos mais diversos fins de produção.

No entanto existem duas espécies que compõe a família: Pinus Elliotti e Pinus Taeda. A diferença entre ambas é pouco notada pelo consumidor final no que se refere à densidade de resina e a distribuição de seus nós.

Os nós são as áreas escuras presentes na madeira, que marcam a posição onde se formou um galho na árvore original. Ambas espécies possuem grande concentração de nós na metade superior do tronco, que atinge cerca de 12 metros de comprimento quando está pronto para o corte.

Apesar de ser natural da América do Norte (Estados Unidos e Canadá), este pinheiro se tornou muito importante para a economia brasileira, onde é plantado em florestas de reflorestamento para a cultura de madeira comercial. As áreas de plantio estão concentradas principalmente na região sul e parte do sudeste onde compete espaço do majoritário Eucalipto.

É uma árvore que se adapta em terrenos pouco férteis e degradados além de ter um rápido crescimento e tolerância ao frio, por isso é uma alternativa ecológica evitando o desmatamento de florestas nativas para fornecimento de madeira.

Algumas de suas principais aplicações:

Paisagismo:

  • Arborização Urbana: praças,parques e quintais.
  • Arborização Decorativa: Pequenas árvores podadas, miniaturas ornamentais em vasos, bonsai.

Construção Civil:

  • Leve interna estrutural: ripas, partes secundárias de estruturas.
  • Leve interna, utilidade geral: cordões, guarnições, rodapés, forros e lambris.
  • Uso temporário: pontaletes, andaimes, formas para concreto.

Mobiliário:

  • Utilidade geral: móveis e partes internas de móveis.

Industrial:

  • A resina do Pinus é usada para a produção de breu (para elaboração de tintas, vernizes, laquês, sabões, colas, graxas, esmaltes, ceras, adesivos, explosivos, desinfetantes, isolantes térmicos, etc.) e terebintina ( na elaboração de tintas, vernizes, corantes, vedantes para madeira, reagentes químicos, cânfora sintética, desodorantes, inseticidas, germicidas, óleos, líquidos de limpeza, etc.), etc.
  • Por ter fibras longas é bastante utilizado na produção de celulose para fabricação de embalagens.

Outros usos:

  • Compensados, laminados, cabos para vassouras, palitos de fósforos, brinquedos, objetos torneados, paletes, bobinas, carretéis.

A Caixotaria é extremamente comprometida com processos produtivos limpos e o reuso de seus materiais. Toda parte não utilizada em sua produção e resíduos são triados e doados para os diversos fins:

  • Os resíduos do corte, são doados para produção de biomassa e bio combustível para diversos fins.
  • Os resíduos como cavacos, maravalha e serragem também são utilizados em granjas, haras e outras criações de animais em geral.

Por ser 100% orgânico, estes resíduos não agridem o solo de aterros e é considerada uma das matérias primas de mais rápida decomposição natural, assim como o papel e tecido de fibra natural.

O uso exclusivo de madeira de reflorestamento em nossos produtos evita o desmatamento de espécies nativas de nossas florestas além de evitar a produção indesejada de materiais nocivos como plástico, vidro, isopor e outros de difícil decomposição.

Por Caixotaria – 28 de novembro de 2018

BANDEJA-MADEIRA-PEQUENA-CAFE
Bandeja produzida em madeira Pinus e compensado de paricá.

Deixe uma resposta

×

Carrinho